Muito além da tinta!

 

paper-towel

De Matisse a Beatriz Milhazes, de Klint a Vick Muniz, Jasper Johns a… todo mundo! Colagem e Texturas são experiências expressivas tão valiosas quanto a própria tinta!

Nada mais instigantes que abordar um material cujo resultado não será óbvio. Foi pensando nisso que propusemos para Janeiro/2016, dentro da programação de férias,  a Oficina de Texturas e Colagem Criativa – com Melina Furquim!

Ao longo dos cursos de pintura o aluno experimenta as tintas acrílicas, óleo, aquarela, define e aprimora seu estilo. Nesta oficina, nosso objetivo é provocá-lo a seguir novas experiências que vão muito além da tinta: sal, areia, pigmentos, carvão, massa acrílica, tecidos, botões, papéis – os mais variados, linhas, tramas e o que mais interessar serão os personagens que darão cor e forma às suas criações.

Só para provocar o bichinho criador que existe dentro de você, veja que os mais renomados artistas já se deixaram conquistar por esses materiais, digamos, alternativos!

klint and I

“Klint e eu” de Beatriz Milhazes, onde a nossa querida dama barroca da arte contemporânea homenageia o grande mestre da colagem; Gustav Klint!

klint_bacio

O Beijo – Gustav Klint – seguramente uma de suas obras mais conhecidas! O barroco austríaco.

henri-matisse-blue-nude-ii.26793513_std

Do barroco para as formas puras de Matisse com sua colagem de papel pintado com gouache.

1983, Racing Thoughts, Jasper Johns

Racing Thoughts, de Jasper Johns.

29893-r_i_p_robert_rauschenberg_1925_2008_familiar_work

Robert Rauschemberg – retratando seu próprio tempo.

tumblr_no7h0nkd1y1r2z03ro1_1280

A colagem aplicada a um editorial de moda.

A releitura de Vick Muniz sobre a obra “summer in the city” de Edward Hopper!

E, por fim, a reinterpretação da obra de K. Ruseckas “The Reaper Girl”,  por Agne Kisonaite, que ganhou o nome de “Modern Lithuanian”. Veja as etapas do trabalho:

agne-kisonaite-sorting-pieces-of-paper

agne-kisonaite-clipping-pieces-to-collage

modern-lithuanian-collage

Agne Kisonaite Modern-Lithuanian

agne-kisonaite-with-modern-lithuanian

E aí? Gostou? Então venha experimentar conosco!

De 26 a 29/01 – das 14h às 17h – inscrições e mais informações pelo email pinheiros@abra.com.br ou pelo tel. 36240927

 

ABRA PINHEIROS NA VIRADA CULTURAL

Você foi na Virada Cultural ?

Nós fomos!!!!!

A ABRA PINHEIROS apoiou a exposição da nossa professora de fotografia Bia Ferrer.

 

A artista construiu um mural de 20 metros com fotos realizadas em festas undergrounds da cidade.

A pesquisa demorou 08 meses, mas para fazer o mural foi rapindinho… a equipe composta por oito integrantes levou apenas duas horas para preencher todo o espaço, ficou demais!

A partir da semana que vem a obra ficará exposta em uma fachada de um prédio central, frente ao largo Paissandú, depois migra para uma casa de cultura em Perdizes, fique ligado!

 

ABRA PINHEIROS de casa nova!!!

A ABRA Pinheiros, em breve, estará recebendo você de casa nova!

Você que é um frequentador da nossa escola ou do nosso bairro, já deve ter reparado que não diferentemente de qualquer outro bairro de São Paulo, Pinheiros também é um bairro em plena transformação. Alguns chamam de crescimento econômico, boom imobiliário e outros chamam simplesmente de especulação imobiliária. Pois é, ela também chegou ao nosso endereço…..

O fato é que o imóvel que hoje ocupamos muito em breve cederá seu espaço a mais um empreendimento imobiliário. É triste, pois gostamos muito daqui. É bom, pois toda mudança traz transformação, renovação!

Assim sendo, 15 meses atrás demos início à busca por um novo endereço que pudesse abrigar, com o devido conforto, a comunidade que nos tornamos. Foi difícil, muito difícil, mas finalmente encontramos! É melhor? É maior? É menor? É diferente!!!

O novo espaço fica muito próximo do endereço atual e encontra-se em reforma para a adequação da planta às nossas necessidades. Nossos planos são para mudarmos até 15/04 e você poderá acompanhar a evolução aqui.

À partir de 5a. feira – dia 19/04 nós já estaremos recebendo-os no novo endereço: Rua Capote Valente 1332 – Edifício Liga Solidária – Térreo!

Se liga na Folha!!!!!!

O jornal Folha de São Paulo está lançando uma coleção imperdível para os amantes da fotografia em geral. A coleção  reúne em 20 livros uma seleção de fotografias antigas que vão do período de 1840 até os registros da inauguração de Brasília  em 1960.

Essa é a chance de você conhecer um pouco mais sobre o Brasil  de antigamente, ver São Paulo repleta de bondes com cidadãos usando chapéu e paletó, muito chique!

Mas não é só de fotos de  São Paulo que é feita a coleção. Tem cerveja sendo entregue em carroças, a chegada de imigrantes ao país as festas populares…. a ABRA PINHEIROS indica!

PRIX PHOTO WEB ALIANÇA FRANCESA

O PRIX PHOTO WEB ALIANÇA FRANCESA é um concurso de fotografia promovido pela Aliança Francesa do Brasil e a Câmara de Comércio França-Brasil.

O homenageado deste ano é Brassaï, um dos mais celebrados fotógrafos do século 20, que adotou Paris como cidade natal.

Brassaï, pseudônimo de Gyula Halász (1899-1984), também trafegou pela pintura, a escultura, o desenho, o cinema e as letras.

Como fotógrafo, capturou a irreverência de Paris em imagens preto-e-branco que registram sua vida noturna sem glamour, em meio à penumbra. Ao revelar os anônimos habitantes de uma Paris (que mais se assemelha a um cenário de filme noir) Brassaï expõe sua realidade para aqueles que conseguem enxergar para além do banal.

No trabalho desse artista de origem húngara, o espaço urbano é habitado pelo insólito e pelo desconhecido, pelo diferente e pelo proibido, enfim, por todos aqueles que se escondem nas sombras da Cidade-Luz.

Acesse aqui o  regulamento

Abra Pinheiros no Mundo: Museo Botero

Se você ainda não o reconheceu pelo nome vai reconhecer pela obra. Fernando Botero é o autor de vários quadros e esculturas em que os “gordinhos” são os astros.

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Botero é um pintor colombiano e nasceu em 19 de abril de 1932, em Medellin.

Começou primeiro como um ilustrador no ano de 1948,  mas quando foi para a Europa 1950, admirou-se com os trabalhos de  Velázquez  e Goya.

Após essa viagem, suas obras sofreram grande  influência do renascimento italiano, onde começou a experimentar  a criação do volume em suas obras, expandindo as figuras e comprimindo o espaço em tomo delas, o que faz com que a obra de Botero seja uma releitura instigante dos ideais de beleza do Renascimento.

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Em Bogotá está o seu museu, onde podemos encontrar muitas de suas obras e esculturas, e o melhor: de graça.

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Foto: Bia Ferrer

Passando por lá, não deixe de visitar!

Museo Botero 

Calle 11 No. 4-41, Bogotá