Luminotécnica aplicada a projetos de Interiores – com Janine Nemeh

lampada7

A iluminação definida para cada ambiente pode ser a cereja da bolo  de um projeto de interiores ou ….. uma catástrofe!

Num projeto de interiores ela deve ser definida em função do uso de cada ambiente, visando o conforto para o desempenho das atividades. Com um bom uso das luminárias você poderá ter luz direta, indireta, difusa …. o mercado de iluminação residencial  está repleto de possibilidades, que corretamente aplicadas poderão criar o efeito cênico que colocará o design em valor.

Quer saber como? Curso de Luminotécnica aplicada a Interiores, com Janine Nemeh!

Quer saber mais? Entre em contato conosco:

T: (11) 36240927

email: pinheiros@abra.com.br

Luminotécnica

 

 

E o final de semana foi todo dedicado à Ilustração – Workshop ministrado por Leandro Lopes!

Leandro Lopes é ilustrador e biólogo, bastante ativo em sua área de atuação. Tem sua base em Floripa (chato né?), mas excursiona pelo Brasil dando cursos intensivos de Ilustração Científica, de tempos em tempos. Já é figurinha assídua aqui na ABRA Pinheiros!

Já tivemos os cursos intensivos de Ilustração Científica – Pontilhismo, Ilustração Científica – Aquarela, Ilustração Botânica – Aquarela (frutas), e neste último foi a vez de um olhar mais atento às flores com o curso Ilustrando Flores em Cores – Aquarela ou Guache. Se você perdeu, não se desespere! Em Fevereiro/2017 teremos mais!

Uma amiga batizou de Spa Art Weekend – ela tem razão. As fotos falam por si!

CORES A importância da utilização correta das cores em um projeto de interiores.

Não fuja do assunto! Para você, Designer, a COR é parte fundamental e não pode ser negligenciada. A COR tem que ser compreendida!mimosa-purple-3

A cor tem uma importância muito maior do que se imagina em um projeto. Ela não comunica nada sozinha, mas “reforça” ou “destrói” qualquer tipo de comunicação. As cores podem unificar ou distinguir, chamar a atenção, estruturar, codificar, indicar, disfarçar, evidenciar, simbolizar, estilizar.  Provocam efeito físico, efeito fisiológico, efeito sinestésico, efeito psicológico.

Muitas pessoas acreditam que escolher a cor certa para compor um determinado ambiente é simples e acabam definindo a “cor mais bonita” através da intuição. Mas escolher as cores não é uma tarefa simples, e deve ser feita de maneira racional.

Luz, textura, contraste, ruído, gostos…, tudo isso provoca estímulos no nosso corpo, que são percebidos pelos cinco sentidos (audição, visão, olfato, paladar e tato).  Depois que os estímulos são convertidos em sensações, ocorre a percepção, onde tudo será convertido em objetos, espaços, significados…

Para desmistificar tudo isso e trazer o assunto de forma didática e aplicável ao Design de Interiores, a arquiteta Fernanda Moceri, estudiosa das cores, montou o Workshop  CORES PARA DESIGNERS DE INTERIORES, que a ABRA Pinheiros traz para você.

Fernanda Moceri
Graduada em Arquitetura e Urbanismo desde 2006 dedicou toda sua formação ao estudo das Cores. Trabalhou em 2008 em Chicago no escritório UrbanWorks onde desenvolveu projetos cromáticos. Em 2010 foi certificada pela London Collegue of Arts em “Colour Psychologist”. Participou do Congresso Mundial de Cores – AIC Colour Congress – realizado em 2013 em Newcastle, Inglaterra. Ministra aulas de cores em algumas escolas como no SENAC-SP, na Associação Escola da Cidade, na Ycon – Centro de Estudos Avançados, na Escola de Artes e Design – ABRA e palestras nas ETECs. Desde 2009 trabalha no AtelierVermelho desenvolvendo consultorias e projetos cromáticos e atualmente está finalizando seu mestrado na FAU USP com o projeto de pesquisa “Percepções cromáticas: as cores para os arquitetos”. É associada a Pro Cor do Brasil”.

Quer saber mais?  Entre em contato com a ABRA – Unidade Pinheiros:

T. 36240927 – email: pinheiros@abra.com.br

CoresParaDesignersInteriores2

 

 

 

Muito além da tinta!

 

paper-towel

De Matisse a Beatriz Milhazes, de Klint a Vick Muniz, Jasper Johns a… todo mundo! Colagem e Texturas são experiências expressivas tão valiosas quanto a própria tinta!

Nada mais instigantes que abordar um material cujo resultado não será óbvio. Foi pensando nisso que propusemos para Janeiro/2016, dentro da programação de férias,  a Oficina de Texturas e Colagem Criativa – com Melina Furquim!

Ao longo dos cursos de pintura o aluno experimenta as tintas acrílicas, óleo, aquarela, define e aprimora seu estilo. Nesta oficina, nosso objetivo é provocá-lo a seguir novas experiências que vão muito além da tinta: sal, areia, pigmentos, carvão, massa acrílica, tecidos, botões, papéis – os mais variados, linhas, tramas e o que mais interessar serão os personagens que darão cor e forma às suas criações.

Só para provocar o bichinho criador que existe dentro de você, veja que os mais renomados artistas já se deixaram conquistar por esses materiais, digamos, alternativos!

klint and I

“Klint e eu” de Beatriz Milhazes, onde a nossa querida dama barroca da arte contemporânea homenageia o grande mestre da colagem; Gustav Klint!

klint_bacio

O Beijo – Gustav Klint – seguramente uma de suas obras mais conhecidas! O barroco austríaco.

henri-matisse-blue-nude-ii.26793513_std

Do barroco para as formas puras de Matisse com sua colagem de papel pintado com gouache.

1983, Racing Thoughts, Jasper Johns

Racing Thoughts, de Jasper Johns.

29893-r_i_p_robert_rauschenberg_1925_2008_familiar_work

Robert Rauschemberg – retratando seu próprio tempo.

tumblr_no7h0nkd1y1r2z03ro1_1280

A colagem aplicada a um editorial de moda.

A releitura de Vick Muniz sobre a obra “summer in the city” de Edward Hopper!

E, por fim, a reinterpretação da obra de K. Ruseckas “The Reaper Girl”,  por Agne Kisonaite, que ganhou o nome de “Modern Lithuanian”. Veja as etapas do trabalho:

agne-kisonaite-sorting-pieces-of-paper

agne-kisonaite-clipping-pieces-to-collage

modern-lithuanian-collage

Agne Kisonaite Modern-Lithuanian

agne-kisonaite-with-modern-lithuanian

E aí? Gostou? Então venha experimentar conosco!

De 26 a 29/01 – das 14h às 17h – inscrições e mais informações pelo email pinheiros@abra.com.br ou pelo tel. 36240927

 

Ilustração Naturalista em Cores com Leandro Lopes -Parte 2

Todo mundo já sabe: feriado prolongado igual congestionamento de horas para sair da cidade… não para todo mundo! Tem uma galera que preferiu usar a ocasião para aprofundar seus conhecimentos em Ilustração Científica, orientados pelo professor Leandro de Lopes que deixou sua belíssima Floripa especialmente para a missão de ensinar Ilustração Naturalista em Cores! Leandro Lopes é Biólogo e Ilustrador.

Foram três dias de muito exercício de observação, traços e cores e flores!

Sala cheia, eram todas flores!

Sala cheia, eram todas flores!


Quem é fã de Margaret Mee não poderia deixar passar esta ocasião e o resultado foi muito legal. Quem sabe nossa próxima incursão na Ilustração Naturalista seja “in loco”?
Desenho de observação - Ilustração Naturalista.

Desenho de observação – Ilustração Naturalista.

Para quem não tem muita intimidade com o tema, a Ilustração Científica vai muito além de mera ilustração didática para livros. A excelência da representação visual leva os ilustradores científicos a buscar incessantemente o aperfeiçoamento de sua técnica e de seu processo.

Já no post anterior mostramos que a Ilustração Científica vai além de seu objetivo inicial como documento, prestando-se até mesmo à elemento decorativo e não é difícil entender o porquê.
IMG_7563
Sejam as aquarelas ao estilo de Margaret Mee ou trabalhos monocromáticos que empregam técnicas de pontilhismo, elas provocam a curiosidade e detém o olhar!

Ilustração Naturalista em Cores, com Leandro Lopes!

Neste final de semana prolongado, acontecerá aqui na ABRA Pinheiros, o curso intensivo de Ilustração Naturalista em Cores com o Professor Leandro Lopes (https://nacasaartes.wordpress.com/leandro-lopes/)
Ilustração-Naturalista

Este é a continuação do curso de Ilustração Científica que ocorreu em Julho/2015, que abordou a técnica do pontilhismo. Neste segundo encontro a técnica abordada será a aquarela.

Mas o que nos traz aqui é mais do que abordar o programa do curso que tem como público cientistas, médicos, biólogos, ilustradores e estudantes. O que nos trás aqui é a Decoração!

A Casa Cláudia trouxe na edição deste mês uma matéria com ideias para decorar a casa e…a ideia 54 é: ILUSTRAÇÕES BOTÂNICAS NUNCA SAEM DE MODA!!! E você nem tinha pensado nisso?
IMG_7563

IMG_7562