São Paulo – Av. Paulista! “Made by… feito por brasileiros” …. tantas histórias guardam essas paredes!

Se você é um paulistano “da gema”, certamente alguém da sua família conheceu o Hospital Matarazzo, ou Hospital Humberto I, que era o seu nome oficial . Se você é um paulistano recente, como eu, já deve ter se perguntado o que há ou havia por trás daqueles muros que cercam um quarteirão imenso nas proximidades da Av. Paulista?

hosp matarazzo 1

Ali era o Hospital & Maternidade Matarazzo, obra benemérita da Societá Italiana de Beneficenza in San Paolo, patrocinada pela colônia italiana que emigrou para o Brasil no final do século XIX e aqui prosperou. Dentre os doadores o de maior destaque foi a família Matarazzo. O lema era “saúde de rico para os pobres”… e nem eram candidatos a nada…

matarazzo11

Funcionou por 92 anos, teve seu auge nos anos 50 e 60, quando além de hospital-escola de excelência era também a maior maternidade da América do Sul. Ali nasceram 500.000 paulistanos! Os anos 80 foram, do ponto de vista econômico, dramáticos para o Brasil a ponto de ser considerada a década perdida. Muitas empresas faliram, inclusive as Indústrias Reunidas Matarazzo, e o hospital não teve outro destino. Fechou as portas em 1996.

_Fotos_d-p

humb1

Pela conservação da estrutura física dos prédios e pela importância em relação à vida pública e social da cidade de São Paulo, todo o complexo hospitalar, que compreende 9.870 m2 de área construída, foi tombado pelo Condephaat e vazio e fechado permaneceu, em completo esquecimento, até que em 2003 abrigou a 17a. CasaCor.

matarazzo.casa.cor

Eu fui! Lembro até hoje do prédio que abrigava o ambiente “mini-haras”  de Débora Aguiar, com um cavalo que fazia esteira para manter a atividade física. Do Sig Bergamin posando para fotos ao lado de uma cadela dobermann num jardim maravilhoso.Fiquei apaixonada pela arquitetura Florentina, tijolos à mostra, janelões, serralheria artística em ferro fundido… e senti uma tristeza profunda em ver tudo aquilo abandonado à própria sorte, já que os órgãos públicos não tinham a menor condição de restaurar e devolver à cidade aquela joia de espaço!

Finda a mostra CASACOR 2003, cerraram-se as portas e cerradas permaneceram até que em 2011 o imóvel foi comprado pelo grupo francês ALLARD, cujo projeto inicial é construir um hotel de altíssimo luxo, um centro  cultural, comercial e gastronômico. Voilá!!!

Tudo isso é passado, agora em 2014, antes de iniciar as obras, o grupo Allard presenteia a cidade de São Paulo com a mostra “Made by.., feita por brasileiros” que reunirá em todo o complexo, mais de 100 artistas nacionais e internacionais que se entregaram ao espaço numa espécie de “ocupação”! Entre eles nomes como Adel Abdessemed, Moataz Nasr, Jean-Michel Othoniel, Joana Vasconcelos, Francesca Woodman, Tony Oursler e Kenny Scharf, que ocuparão pavilhões, praças e corredores, ao lado de consagrados nomes da arte contemporânea brasileira, entre eles Tunga, Henrique Oliveira, Márcia e Beatriz Milhazes, Iran do Espírito Santo,  Lygia Clark, Nuno Ramos e Vik Muniz.
cidadematarazzo5cidadematarazzo3

cidadematarazzo20cidadematarazzo31cidadematarazzo36cidadematarazzo39cm

Aberto ao público à partir de 10/09, funcionará de 3a. à Domingo, das 9h às 17h – Alameda Rio Claro 190 – Metrô Trianon

Não vai perder!

Texto: Célia Gusman

Fonte: CasaCor, Condephat, Hyperness

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s