Reflexões sobre Paisagismo: Jardins para a alma, jardins para a arte!

Essa matéria foi escrita pela Cíntia, nossa  professora de Decoração e Paisagismo…ABRAPINHEIROS tem orgulho!!!!!

paisa1

Quando lembramos dos jardins do famoso Taj Mahal, lembro de um jardim para a alma. E, neste caso em especial, para um grande amor. Nos textos do Islã, de modo bem resumido, o Paraíso é descrito como um jardim ideal, onde a água tem papel principal, fluindo em forma de quatro rios que dividem o Éden (Paraíso) em quatro partes segundo os pontos cardeais. Assim, todo o projeto paisagístico que foi pensado para este, simboliza tais conceitos.

Sim! Quebremos pré-conceitos sobre a arte paisagística, a qual apenas uma de suas funções é a de embelezar. E, inclusive, um jardim não precisa ser necessariamente monumental para ser capaz de agradar, presentear ou eternizar paixões e religiosidade.

paisa2

Uma forma original e criativa é fazer um projeto de jardim que simbolize seu amor por alguém, mesmo que seja numa varanda pequena. O que importa não é o tamanho do mesmo e sim toda a carga de significados que você atribui a ele ao presentear alguém.

Mas acredito, por ser docente da área e por ser paisagista, que antes de tentarmos fazer algo nesta esfera, devemos passear pelo mundo tentando aprender do início, com antigos jardins históricos, por exemplo.

Quer saber mais???? Leia a matéria na íntegra no site chacaraklabin – AQUI!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s