Antes do Diabo vestir Prada, Diana Vreeland já ditava conceito na Vogue NY.

Fonte: wikipedia

diana_vreeland_the_eye_has_to_travel_ver2

Ontem zapeando pelos canais de televisão, me deparei com um documentário que já estava na metade, mas que mesmo assim me prendeu imensamente a atenção. Era sobre  Diana Vreeland (acesse o site oficial aqui!!!) (29 de julho de 1903, Paris – 22 de agosto de 1989, Nova Iorque), que foi um ícone da moda internacional, colunista e editora de duas das maiores publicações editoriais do ramo, Vogue e Harper’s Bazaar, conhecida por sua criatividade ilimitada e seu forte temperamento.

http://globotv.globo.com/gnt/gntdoc/v/diana-vreeland-o-olhar-tem-que-viajar/2208294/

images-1
images-2

Nascida Diana Dalziel, filha de pai inglês e mãe norte-americana – Emily Hoffman, uma socialite descendente do primeiro presidente dos Estados Unidos, George Washington – passou a infância em Paris emigrando com a família para Nova Yorque às vésperas da I Guerra Mundial. De infância difícil, sendo cobrada e comparada pela mãe com a irmã pela falta de beleza física, casou-se em 1924 com o banqueiro Thomas Vreeland e com o início da Grande Depressão e aquebra da Bolsa de Nova Iorque em 1929 mudaram-se para Londres, onde ela começou um negócio de lingeries e manteve-se em contato com a sociedade inglesa, vivendo uma vida cercada de luxos, ao lado de celebridades como Wallis Simpson, futura Duquesa de Windsor, Cecil Beaton, Cole Porter e Gertrude Lawrence.

images
3twatch383DianaVreeland07
big_376527_1771_3209

Em 1937 voltou a Nova Yorque com o marido e começou sua carreira na moda como colunista da Harper’s Bazaar, onde trabalharia por 25 anos como editora de moda da revista. Em 1962, assumiu o cargo de editora-chefe da Vogue, onde trabalharia até 1971, revolucionando os métodos do jornalismo de moda, não apenas mostrando as novidades e tendências do setor mas apurando o senso crítico da profissão e do mercado, o que transformaria a Vogue na mais importante revista do mundo. Ficou famosa também pela criatividade mostrada em seus famosos editorias em parceria com o fotógrafo Richard Avedon e por seu temperamento irascível, que chegou a causar a demissão de uma funcionária por não gostar do barulho de seus saltos no chão da redação, o que, segundo ela, tirava a concentração do trabalho.

57_thumb

Seu trabalho na Vogue imortalizou a figura de ícones da moda da época como Twiggy, Marisa Berenson e Cher e transformou em paradigmas de beleza mulheres consideradas visualmente “estranhas” como Barbra Streisand e Anjelica Huston, tudo a partir de um escritório pintado com paredes de vermelho vivo e almoçando diariamente um sanduíche de pasta de amendoim com uma dose de uísque. Uma de suas manias era de que suas assistentes mais próximas usassem bijuterias barulhentas e enormes, com guizos, para que ela sempre soubesse quando estavam por perto.

diana-vreeland-the-eye-to-travel-03

Uma de suas mais celébres frases entre as tantas tiradas que a tornaram uma lenda foi dita em 1946, como editora de moda da Harper’s Bazaar, após conhecer um dos primeiros exemplares do biquíni: “O biquíni foi a invenção mais importante deste século depois da bomba atômica”.

diana3

Gastou milhares de dólares em editoriais que ficaram na história da revista e, uma década depois de estar a frente do cargo mais importante do mundo da moda, foi demitida.

56_hq

Sua depressão durou pouco, foi contratada pelo Costume Institute, do Metropolitan Museum, e montou exposições de moda que trouxeram muita vida ao museu, com festas barulhentas, muita música e todo o tipo de celebridade.

Essa mulher fez história.. vale a pena procurar a sua biografia e se inspirar nessa vida cheia de arte e fúria!

31_cover

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s