DAVID HOCKNEY – ao mestre, com carinho!

Todas as pessoas envolvidas com a pintura, seja qual for o seu grau de envolvimento, têm um artista do coração. Não necessariamente é o artista que te levou a se envolver com a arte, mas é aquele que conseguiu te arrebatar!

O meu é David Hockney! Consagrado como um dos mais influente artistas britânicos do século 20!

Nos anos 60, artista iniciante na Inglaterra, mudou-se para a Califórnia ( seus comentários sobre as “housewives” são … hummm, divertidos, para dizer o mínimo) e logo tornou-se famoso pela sua séria “swimming pools”.

Além das icônicas piscinas, David Hockney pintou interiores e exteriores Californianos – (Housewives!) ,aqui vale contextualizar, o boom do cinema e das agências de propaganda fazia da Califórnia o éden!

ba755b96f055478334ebaf403c15a44f--british-artists-housewife

Além de pintar, David Hockney fotografava, desenhava, filmava, retratar a imagem era uma paixão, e tem sido assim, para a nossa sorte! E  mais,  nos anos 70, enquanto trabalhava retratando em pintura o interior de uma sala, decidiu fazer uma série de fotos para seu próprio uso como referência, fixando-as todas juntas de forma a lhe permitir pintar a imagem. Uma vez finalizado o trabalho, ele reconheceu a colagem como mais um formato de sua expressão artística em si e começou a criar muitas outras a partir de então.

No decorrer dos anos 70, David Hockney  havia abandonado a pintura em favor de projetos envolvendo fotografia, litogravuras, cenografia, figurinos para ballet, ópera e teatro. Abaixo, sua concepção para montagem de Tristão e Isolda.

25bc934b0d1bc5bfc54a6c88ec8d1eae

Mas nos anos 80, quase 90, para o deleite de seus “devotos”, Hockney volta a pintar, inicialmente paisagens, marinas, flores e retratos de pessoas queridas.

Também começou a incorporar a tecnologia à sua arte, criando suas primeiras impressões (printers) em uma copiadora. O casamento entre arte e tecnologia torna-se então uma fascinação, das impressões a laser aos recursos digitais, chegando ao ipad e ao iphone em 2009. Em 2011, o Royal Museum de Ontário exibiu 100 obras criadas sobre esses suportes.

Em 2013… ah 2013, foi o meu ano de glória, o ano do encontro, o momento de ver a obra, a realidade da obra, ao vivo em toda a sua dimensão! Não vou dizer que foi a realização de um sonho porque eu nem sonhava, foi uma feliz coincidência! Ter a oportunidade de visitar uma exposição histórica sobre a sua obra: A BIGGER EXHIBITION! no de Young Museum em São Francisco!

Eu não fazia ideia, à época, da dimensão do artista, da vastidão de sua obra, eu só sabia que gostava muito do pouco que já havia visto!

David Hockney

Este ano, para a comemoração de seus 80 anos, o Tate Gallery em Londres promoveu uma mostra que acabou por se tornar uma das mostras com maior repercussão popular de sua história, recebendo perto de 500.000 visitantes e fazendo a famosa galeria abrir até meia-noite nas últimas semanas de exibição.

4000

Melhor ainda é saber que esse artista fantástico influenciou gerações e já é possível identificar no mercado da arte os seus seguidores, como fez recentemente a SAATCHI Art Gallery, em seu blog com o artigo:

5 Saatchi Art Artists That Echo Hockney

David Hockney, um artista à frente de seu tempo e que se reinventou muitas vezes, recebendo em vida o merecido reconhecimento!

Curadores, please, está mais do que na hora de trazer David Hockney para São Paulo!

 

Célia Gusman, para o blog da ABRA Pinheiros!

 

DRINKING & PAINTING!

Jogar conversa fora, dar risadas, tomar um bom vinho com comidinhas gostosas…. Isso todo mundo gosta, mas … e se além disso você ainda pintar uma tela?

É isso o que o Drinking & Painting oferece, a oportunidade de experimentar a pintura enquanto o papo corre solto. A experiência é boa tanto para quem sabe quanto para quem não sabe pintar!

A cada encontro um mestre da pintura é o tema!

Reúna os amigos e faça sua reserva! As telas e os materiais estarão prontos para a sua produção que será orientada por um de nossos professores.

Veja o que rolou nos nossos últimos encontros:IMG_4618IMG_9669IMG_9688IMG_2466IMG_4580atelier 3

Atelier 3

É tempo de celebrar a CASA!

A ABRA Pinheiros receberá dia 22/06 às 14h, a visita de Maria do Carmo Brandini e Yara Lorenzetti, autoras do livro A CASA FALA, para um gostoso bate-papo e você está convidada (o)!

A casa fala: uma relação de vida e amor
Livro escrito por Maria do Carmo Brandini e Yara Lorenzetti mostra o quanto a moradia reflete o interior do morador

ConviteABRA-Pinheiros A CASA FALA

O livro “A casa fala”, lançado pela Editora Scortecci, de autoria da Designer de Interiores Maria do Carmo Brandini e da psicóloga e psicoterapeuta Yara Lorenzetti é um convite para uma reflexão sobre o quanto a casa revela e reflete a personalidade dos seus moradores, a sua essência.  Dirigido especialmente para arquitetos, designers de interiores e estudantes, também irá encantar a todos que gostam e se interessam por decoração.

Toda residência expressa qualidades de seus moradores. Algumas vibram mais alegria, outras mais harmonia ou poder. Mas a casa também fala conosco, mostrando pontos de bloqueio através de coisas que quebram ou emperram, vazamentos, distúrbios elétricos ou quaisquer mudanças que fazemos.

A parceria amorosa e harmônica das autoras presenteia o leitor com este livro suave e profundo. Propicia uma leitura envolvente e relaxante. É um livro de percepção da história individual e coletiva em que as autoras escrevem com liberdade e verdade.

O livro traz elementos históricos e conceitos de psicoterapia e amplia os horizontes do Design de Interiores para além da composição de materiais, objetos, espaços… Elabora associações fundamentais entre a ocupação do espaço e as manifestações da vida em suas diversas etapas.

Sobre as autoras:

Maria do Carmo Brandini é designer de interiores formada pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em São Paulo, em 1974. Desde 1978 é proprietária do Pronto-Socorro de Arquitetura e Interiores, empresa de projetos, reformas e administração de obras. Foi consultora do Senac e orientadora da Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Foi fundadora e duas vezes presidente da Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD). É ainda consultora de Feng Shui formada pelo Instituto Brasileiro de Feng Shui.

Yara Lorenzetti é psicóloga e psicoterapeuta pós-graduada em Psicodrama. Possui cursos de especialização em Técnicas Corporais Reichianas, Psicoterapia Junguiana, Neuromodulação Transcraniana e Estimulação Cognitiva. Participou de vários cursos dentro e fora do país. Lecionou no curso de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e na Associação Brasileira de Psicodrama e Sociodrama. Atua como psicoterapeuta há 30 anos.

Serviço:

A Casa Fala – Uma Relação de Vida e Amor
Autoras: Maria do Carmo Brandini e Yara Lorenzetti
Scortecci Editora
ISBN 978-85-366-4907-8
Formato 16 x 23 cm – 156 páginas – 1ª edição – 2016

Bichos! A arte e a sensibilidade de Suely Castro Mello.

Foi através de um grupo virtual de desenho no facebook que conheci os trabalhos da Suely Castro Mello, algum tempo depois, a própria Suely. Seus desenhos, aquarelas, ilustrações sempre despertavam admiração. O tempo passou, nos conhecemos pessoalmente e um dia decidimos juntar sua arte com o  espaço de exposições da ABRA Pinheiros! Assim nasceu a exposição BICHOS! que agora oferecemos a vocês.

Aqui vai um “teaser”:

28082555895_b697c7e347_o

27467821613_de0bd88972_o27980065222_cc01523cef_o

O texto abaixo, de Inês de Castro, tráz uma ideia dos que as imagens apresentam e o que sugerem, melhor que isso só visitando a exposição que fica até 30/11!

Zôo

O louva-Deus tem olhos desconfiados.

O elefante é majestoso e a gente suspeita: vai sair do papel.

O porco preguiçoso se vira de costas, não quer conversa.

Os galos, em par, desfilam vaidosos e quem os vê fica procurando diferenças, como num joguinho dos sete erros.

Podia ser uma historinha infantil? Podia, sim.

Mas os bichos também poderiam compor a decoração divertida de um parque temático na Disney ou virar estampa das paredes em um restaurante descolado em Amsterdam. Recorrendo à memória, a gente tem certeza de que os bichos lembram as coleções finíssimas das porcelanas Vista Alegre, a mais renomada e antiga da Península Ibérica.

Adotando técnica mista de aquarela em mosaico com alguns recursos da computação, a artista plástica Suely Castro Mello começou a criar seus bichos a partir da provocação de um grupo de desenho do qual ela faz parte. Lagarto! “Façam lagarto”, propôs o grupo. Houve quem trouxesse pedaços de carne, mas no pensamento brincalhão da avó do Thiago e do Pedro, surgiu o bichinho que se arrasta no meio das pedras em dias de sol. Seu lagarto seria o primeiro bicho da série que abriria as portas para um desfile de outros quadrupedes, pássaros, invertebrados, moluscos e até amedrontantes peçonhentos como o escorpião: “mas não precisa ficar com medo porque, como a gente diz no interior, os galos também servem para comer os escorpiões”, diz a Suely, que vive em São Paulo mas cresceu em Limeira, a terra da laranja que também ajudou a inspirar os bichos.

“Minha idéia inicial era usar os bichos para compor um livro de histórias infantis, desses que só têm desenhos e a gente vai inventando a narrativa para entreter as crianças. Pensei que também poderia estruturar uma dobradura, tipo origami japonês, para brincar com meus netos. Então, comecei a mostrar aos amigos, pedir sugestões e resolvi montar uma exposição, com o livro”.

Formada em desenho industrial, Suely nunca encarou o desenho como profissão: “o desenho ocupa o espaço da espiritualidade na minha vida, é meu lazer, meu passatempo, minha viagem particular, um alimento que eu experimentei em 1983 e nunca mais deixei de saborear”.

Autora de uma série de aquarelas de árvores, outra só de peixes, e uma com movimentos surpreendentes de mãos, agora Suely coloca os dois pés no mundo animal concreto com seus bichinhos e bichões de mosaicos aquarelados. Lesma, borboleta, porco, tatu, peixe, elefante, coruja, caranguejo, tartaruga e o besouro ganharam vida e movimento sobre o nobre papel alemão Hahnemühle.” Inês de Castro

convite

Luminotécnica aplicada a projetos de Interiores – com Janine Nemeh

lampada7

A iluminação definida para cada ambiente pode ser a cereja da bolo  de um projeto de interiores ou ….. uma catástrofe!

Num projeto de interiores ela deve ser definida em função do uso de cada ambiente, visando o conforto para o desempenho das atividades. Com um bom uso das luminárias você poderá ter luz direta, indireta, difusa …. o mercado de iluminação residencial  está repleto de possibilidades, que corretamente aplicadas poderão criar o efeito cênico que colocará o design em valor.

Quer saber como? Curso de Luminotécnica aplicada a Interiores, com Janine Nemeh!

Quer saber mais? Entre em contato conosco:

T: (11) 36240927

email: pinheiros@abra.com.br

Luminotécnica

 

 

E o final de semana foi todo dedicado à Ilustração – Workshop ministrado por Leandro Lopes!

Leandro Lopes é ilustrador e biólogo, bastante ativo em sua área de atuação. Tem sua base em Floripa (chato né?), mas excursiona pelo Brasil dando cursos intensivos de Ilustração Científica, de tempos em tempos. Já é figurinha assídua aqui na ABRA Pinheiros!

Já tivemos os cursos intensivos de Ilustração Científica – Pontilhismo, Ilustração Científica – Aquarela, Ilustração Botânica – Aquarela (frutas), e neste último foi a vez de um olhar mais atento às flores com o curso Ilustrando Flores em Cores – Aquarela ou Guache. Se você perdeu, não se desespere! Em Fevereiro/2017 teremos mais!

Uma amiga batizou de Spa Art Weekend – ela tem razão. As fotos falam por si!